Publicidade

Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados
Associados estão otimistas com a Páscoa

Empresas Associadas

Publicidade

10/03/2017

03_associados

Indústrias de chocolate analisam expectativas, crescimento e oportunidades para a data

15/03/2017

“O ano de 2016 foi de bastante desafio para a Páscoa e também uma oportunidade para revisarmos as estratégias da marca e ajustarmos para este ano. Sentimos uma recuperação do país, consequentemente o consumo e as vendas tendem a se recuperar. Esperamos uma melhora em relação ao ano anterior.”

Lais Colla, gerente de marketing da Arcor

 

“A expectativa para 2017 é bem positiva, estamos esperando um crescimento de 14% em relação à Páscoa do ano passado. A Cacau Show começou a reforçar mais o multicanal, então, a partir das lojas, nós conseguimos atender outros canais de negócios. Isso faz com que a gente consiga crescer dois dígitos em um momento que o mundo está muito tímido de crescimento.”

Mônica Ogawa, gerente de comunicação da Cacau Show

 

“O grupo está estimando um crescimento de 10% para a Páscoa deste ano. Este número refere-se a uma recuperação da Páscoa de 2015. O cenário de 2016 para o mercado de chocolates, como um todo, foi bastante desafiador, mas para 2017 nós temos uma expectativa bastante expressiva.”

Maricy Gattai, diretora de marketing do Grupo CRM (Chocolates Brasil Cacau e Kopenhagen)

 

“O objetivo de Páscoa é sempre crescer, mas o cunho de manter as vendas é entender o que o consumidor está procurando e oferecer coisas para que ele não parta para outra marca. Para isto, nós colocamos na mão do consumidor o tipo de chocolate que ele quer, oferecendo vários tipos de opções para ele.”

Fábio Pessoa, gerente de marca da Ferrero

 

“Nós trouxemos muitas novidades esse ano. Quando olhamos para o portfólio da Garoto, praticamente 50% dele nos traz algum tipo de inovação. Seja em sabor, embalagem, ou na forma de expor o item, como nas caixas expositoras. Viemos com uma Páscoa mais inovadora, enxergamos que o consumidor quer coisas novas e quer presentear e, com isso, conseguimos oferecer opções para o mercado.”

Keila Broedel, gerente de marketing da Garoto

 

“A expectativa para esta Páscoa é positiva e estamos bastante otimistas em relação ao ano passado. Apostamos em uma Páscoa diversificada para atender a todos os tipos de consumidores. Além disso, o ponto de venda será bastante lúdico para a marca, com uma Vila Mágica, pois muitos consumidores ainda celebram a data da maneira tradicional, então nossa campanha é muito apoiada na parte de rituais.”

Ricardo Reis, gerente de marketing de Páscoa da Lacta

 

“Assim como trabalhamos no ano passado, a nossa estratégia é se adequar a realidade do mercado brasileiro com base no que aconteceu ano anterior. Acreditamos que teremos melhores resultados, a expectativa é boa para este ano. Ano passado a Páscoa ocorreu em um momento muito instável no Brasil, mas nesse ano o consumidor brasileiro já se adaptou à nova realidade econômica e a Páscoa será no dia 16 de abril, o que também favorece o consumo.”

André Laporta, gerente de marketing da Nestlé

 

“Nossa proposta é manter o nível de crescimento do ano passado. Tivemos um aumento de 5% e pretendemos manter o mesmo volume. Caso haja um crescimento, nós estamos preparados para isso.”

Reinaldo Bertagnon, executivo de comercial da Village

Sweet Brazil
Av. Paulista, 1313 - 8º andar – Cj. 809 – São Paulo - SP - Brasil - Telefax: 55 11 3269-6900
© 2012 - ABICAB - Todos os direitos reservados | Política de Privacidade | Mapa do Site

Facebook Linkedin Linkedin
Pro Amendoim
RSS