Publicidade

Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados
Páscoa 2017: da renovação de boas memórias à expectativa de reaquecimento do setor e da economia

Empresas Associadas

Publicidade

01_pascoa

De acordo com pesquisa encomendada pela ABICAB, a maior parte da população brasileira possui o hábito de presentear na Páscoa, principal data para o setor de chocolates

15/03/2017

Procurar ovos de chocolate pela casa ou perseguir ansiosamente as marcas de “patinhas de coelho” até encontrar uma deliciosa surpresa são algumas das doces lembranças que voltam à tona com a aproximação da Páscoa. É com o desejo de renovar tais boas memórias que pais, filhos e entes queridos transformam a troca de ovos de Páscoa em uma tradição no País, que mantém a posição de maior Páscoa do mundo.

Entre os brasileiros, 63% possuem o hábito de presentear com chocolates nesta data. Os dados fazem parte de recente pesquisa do IBOPE encomendada pela ABICAB. Com base nesse comportamento do consumidor nacional é que as indústrias do setor de chocolates a cada ano desenvolvem produtos inovadores. “Para a Pascoa deste ano, serão cerca de 120 lançamentos e a certeza de que o consumidor também encontrará os ovos de suas marcas favoritas. Com isso, a lembrança de bons momentos e alegria na tradicional troca de presentes está garantida”, destaca Afonso Champi, vice-presidente do setor de chocolates da ABICAB.

Economia – Considerado o período mais importante para o setor de chocolates, a Páscoa movimenta a economia do País, além de aquecer a indústria e o varejo com diversas novidades preparadas pelas fabricantes.  O volume de chocolate para a Páscoa de 2017 ainda está em produção. No ano passado (2016) foram produzidas 14,3 mil toneladas de chocolate para a data, o equivalente a 58 milhões de ovos de Páscoa em todo o País. Para a Páscoa deste ano, no período de outubro de 2016 a março de 2017, a Abicab estima que as indústrias e lojas especializadas devem gerar cerca de 25 mil empregos temporários em todo Brasil.  “Os números confirmam o compromisso das indústrias de chocolate em gerar emprego e investimento, contribuindo para o reaquecimento da economia do país”, analisa Ubiracy Fonseca, presidente da Associação.

Mercado de chocolate – Com um consumo per capita de 2,5 kg/ano, o Brasil é o 5º maior consumidor de chocolate do mundo, gerando, em 2015, um faturamento de R$ 12,4 bilhões. “Cremos que 2017 será um ano melhor do que 2016 para o nosso setor e, portanto, esperamos voltar a crescer”, completa Ubiracy Fonseca.

Sweet Brazil
Av. Paulista, 1313 - 8º andar – Cj. 809 – São Paulo - SP - Brasil - Telefax: 55 11 3269-6900
© 2012 - ABICAB - Todos os direitos reservados | Política de Privacidade | Mapa do Site

Facebook Linkedin Linkedin
Pro Amendoim
RSS